Para que servem os florais?



Durante muito tempo, fazer uso de florais era sinônimo de “frescura”. Mas hoje já é comprovado que eles fazem efeito, sim. “Os florais servem para restaurar o equilíbrio interno do indivíduo, melhorando a saúde emocional e física”, conta a terapeuta floral Anete Effting. “A terapia com florais baseia-se no conceito fundamental de que o corpo tem uma inteligência inata de autocura que pode ser ativada com o uso dos florais”.

Os tipo de florais mais conhecidos são os de Bach – e que não têm relação alguma com o famoso músico. Há 80 anos o médico Edward Bach, um bacteriologista e homeopata inglês, descobriu os florais – ele acreditava que a saúde de um indivíduo depende do equilíbrio entre corpo, mente e emoções, e é aí que as gotinhas atuam.

O principal benefício do uso dos florais é um maior equilíbrio emocional. “Isso nos permite agir com mais calma e clareza diante das situações desafiadoras da vida”, reforça Anete. “Eles nos levam a um maior conhecimento de nós mesmos, o que se traduz em qualidade de vida. Além disso os florais não causam dependência e o tratamento pode ser interrompido sempre que desejado”, completa.

Eles são encontrados sob a forma de gotas de uso oral, e também em sprays de ambientes, cremes, sabonetes líquidos e outros. São produtos seguros e que não possuem contraindicações, podendo ser administrados em adultos, idosos, crianças, animais, plantas e ambientes. Cada floral possui sua indicação de uso e benefícios próprios.

Na Bula Verdde Curitiba você encontra os seguintes florais:

- de Bach, os mais antigos;
- de Saint Germain, criados pela artista plástica Neide Margonari em 1990, a partir de flores brasileiras;
- de Minas, especialmente formulados para animais de estimação;
- da California, elaborados nos anos 80 pela Flower Essence Society.

Anete B.E. Effting nasceu em Blumenau, e foi atraída pelas flores já na infância. Tem formação em Letras Português/Inglês e ensinou inglês por quinze anos. Viveu em vários lugares no Brasil e no exterior. Especializou-se em Tradução pela New York University e estuda sobre florais desde 2004. É Terapeuta Floral e professora certificada pela Flower Essence Society, da California.  Estudou com os pesquisadores Richard Katz e Patricia Kaminski, da Califórnia; Steve Johnson, do Alasca; Ian White, da Austrália; Sabina Pettitt, do Canadá; Sandra Epstein, das Essências Vibracionais da Mata Atlântica e Maria Grillo, das Essências Filhas de Gaia, num constante processo de aprimoramento pessoal e profissional.

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>